Últimos pensamentos antes de dormir…

Eu sou realmente anormal. Hoje acordei cega (literalmente) e tô assim, com uma super preguiça de explicar o por que. Me deu uma vontade descontrolada de comer brigadeiro, mas tem que ser daqueles mini, enroladinhos, de festinha de criança, sabe? Feitos pela sua mãe e colocados em bandeja prateada? Bem esses. Aí passei horas na cozinha fazendo a  janta e não quis comer. Sei lá, a comida que eu mesma faço perde o sabor. Depois meu olho melhorou e eu fiquei vendo o mundo todo meio torto em cores sinistras, achei que era fome e resolvi comer. Nem era. Minha córnea tá bichada mesmo. Procurei leite condensado porque tava decidida a fazer mini-brigadeiros-de-festa-infantil, não tinha. Granulado? Não tinha. Só tinha Nescau, mas eu tinha acabado de jantar. Pra virar um copão de leite com chocolate em pó… Meio bizarro. Tô com a lombriga atiçada até agora. Pareço aquelas viciadas procurando álcool pela casa, sabe? E eu só quero um docinho. Quase, MUITO QUASE, coloquei uma colherona de açucar na boca. Parei. Diabete mode on. Comi uma banana, mas não achei suficientemente doce, aí comi outra e uma pêra. Nada. A vontade continuava. A vontade é tanta que eu tô até escrevendo meia dúzia de linhas idiotas sobre isso. Pena que ainda não inventaram disk vontades de grávida, ia simular uma barriguinha só pra ganhar meus tais brigadeirinhos de festa.

Acho que o colírio me deixou doidona. Vou dormir.

Você também pode ler

1 comentário

  1. Sua história me lembrou o Ensaio sobre a Cegueira.
    Muito bizarro o seu caso, hahaha.

    E por que a gente sempre quer comer o que não tem?

    Oh, céus!

    Beijoooo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *