para PARAR de pensar…

As mulheres tem uma capacidade incrível de se ofender, repara. Às vezes a gente até sabe que a coisa não é pra ser sentida, mas com uma palavra, um gesto ou uma atitude mal colocada lá estamos nós sofrendo, criando confusão e maldizendo os homens por aí. Num dá pra explicar exatamente como isso se dá.

Que homens e mulheres são diferentes todo mundo sabe, mas acredito que a espécie feminina deveria aprender um pouco mais com esses seres que tanto nos irritam e nos encantam; não é qualquer pisão no pé que deve provocar uma guerra civil, se é que vocês me entendem.

Os homens sabem departamentalizar amor, sexo, amizade e tesão.  A gente mistura tudo mesmo quando dizemos que isso não vai acontecer, mesmo quando separamos as coisas racionalmente. Deve haver mulheres no mundo que façam sexo sem carinho ou respeito, só por prazer, mas essa certamente não é a realidade da esmagadora maioria.

O fato é que eles sabem por quais pessoas vale a pena sofrer, por quais outras vale a pena discutir e mesmo se valer muito a pena um ou outro pensam 354 vezes antes de tomar qualquer atitude; eles odeiam sentir. E respeito, mulecadinha, não se cobra, se conquista. Se você se magoa com alguém é porque no fundo espera que a consideração que você tem por essa pessoa seja a mesma que a sua por ela… Triste descobrir das piores formas possíveis que não é bem assim.

Para os homens não há a necessidade de compartilhar com as amigas um pé na bunda, de expor a raiva ou até mesmo a alegria. Eles não precisam disso. E também não entendem que pode não ser inveja, ou despeito, ou ciúmes; a gente quer mesmo é consideração.

Mesmo sabendo que nós mulheres exageramos (e bastante) inúmeras vezes é complicado compreender o jeito deles. Como eles conseguem magoar uma garota bacana em troca de outras, em troca de nada ou apenas por um prazer momentâneo e fim? E o respeito com eles mesmos? E o respeito com elas? E o fato de aquilo talvez poder se tornar no futuro algo melhor? Olha, tá aí outra coisa que eu não pensei: nós mulheres pensamos DEMAIS em futuro, mesmo as que não admitem. Se até os 30 não estivermos encaminhadas no amor tememos ficar sozinhas, ou não ter filhos, ou família… Eles nem pensam nisso. E, sinceramente, vivem muito melhor e com mais paz.

Você também pode ler

3 Comentários

  1. Mandou bem, mas não retiro essa frase “Em terra onde não há carne, urubu é frango!” HUAHUAUHAUHAUHAAUAHUA. beijokas

  2. Pois eh, varias perguntas q eu ja me fiz e q continuam sem resposta. E segue mais uma: será q nós é que somos de fato exageradas ou eles que são exageradamente alheios às nossas necessidades e vontades?

    A gente pensa no futuro pq pra nós, biologicamente falando, é diferente dos homens, pra nós é necessário – e isso pega a partir dos 30 pq a gte sabe q com o tempo as coisas vão mudando pra gente. Eles podem ter filhos com a idade q quiserem, por exemplo, e nós não. Isso q eles não entendem.. a gente tem data de validade pra certas coisas! hauhauha

    Gostei mto do seu texto, acho uma reflexão bem válida!

    Bjsssss

  3. Meu, quanto mais leio seu blog, mais gosto, mais concordo e mais penso que queria ter nascido homem, porque a vida é absurdamente mais fácil pra eles!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *