entre o amor e o ódio.


Uma amiga sempre diz que a pessoa que mais amamos é também aquela que mais nos irrita. Parei pra pensar no quanto isso é verdade.

Dizem que o amor e ódio são sentimentos antagônicos, mas acredito que sejam complementares. Quantas vezes nos irritamos tanto com alguém a ponto de desejar que essa pessoa nunca tivesse feito parte da nossa vida? Inúmeras. E das vezes que isso acontece, quantas foram as que voltamos atrás? Que relevamos o que nos aborreceu, que até admitimos ter tanta ou total culpa pelo ocorrido? Só conseguimos odiar alguém se tivermos algum sentimento em relação a essa pessoa, não precisa nem ser amor. A gente geralmente se aborrece com quem considera, se importa, ou que, ao menos, espera alguma coisa em retorno.

Quanto maior o envolvimento, maior o aborrecimento. E quanto maior o sentimento, maior também é a capacidade de cometermos erros. Pense bem: você não se sente mais à vontade com quem conhece? Não acaba tendo mais liberdade para falar e agir de forma impensada? O outro, também. Mas na mesma proporção que detestamos, somos capazes de amar novamente. Coração burro, eu sei. Mas há alguns laços difíceis de serem quebrados, mesmo que por muitas vezes seja necessário. Quanto maior o rancor, maior o amor. E é horrível pensar que sempre, para todos os sentimentos bons, há também os ruins em contrapartida. As coisas na vida não teriam dinâmica se tudo fosse sempre ótimo, morreríamos de tédio. Ainda que pensemos o quão absurdo isso pareça.

É impossível não errar. É difícil não odiar. Mas um relacionamento saudável, de qualquer nível, só acontece quando conhecemos tanto o outro a ponto de não o ferirmos conscientemente até mesmo quando isso é inevitável.

É por isso que é muito mais fácil ser fiel ao seu cachorro.

Você também pode ler

20 Comentários

  1. Pior que todo mundo concorda com isso! hahaha
    É pura e real verdade .. em todos os sentidos da vida!

    é muito difícil não machucar quem vc ama, muito!

    =X

    te amo, sua linda! =*

  2. Dizem que a gente sempre deixa o nosso pior pra quem a gente conhece mais, pro mais íntimos e próximos… E é bem isso! Meu namorado fica com meu lado louca psicótica! Tadinho! Mas tem que ter emoção no relacionamento, né?! ahieuhiuHA No fundo ele sabe que eu continuo amando ele, mesmo quando o odeio muito!! Por isso que funciona!
    Amiga, fiquei super feliz com esse post dedicado a mim, no meu aniversário de namoro!
    Beijo

  3. Afeto é a palavra do dia. Somos afetados por quem sentimos afeto.
    A pessoa que nos afeta faz isso pros dois lados, pro bom e pro ruim. Pensa só, como duas pessoas fazem a mesma coisa com a gente e nós reagimos de formas diferentes. É pq uma nos afeta mais que a outra.

    Quando a gente ama, é o auge dos efeitos do afeto. Tudo é intenso demais. O gostar é enorme e a raiva de quando ocorre um problema tb.

  4. Gente, eu adoro o que você escreve! É tudo tão real! Li posts anteriores e adorei, de verdade! Parabéns 🙂
    E sobre esse, concordo plenamente! Quanto mais nos sentimos à vontade com alguém, quanto mais intimidade criamos, mais difícl é disfarçar, ou até mesmo esconder quem realmente somos! E aí vêm os conflitos, discussões e decepções. É inevitável! Por mais que não se queira de forma alguma machucar a pessoa que amamos! Mas quando há amor, dá-se um jeito!
    Beijo!

  5. O pior é que é verdade.
    Sabe aquela história? Esbarra em alguém na esquina, pede desculpas.
    Dá uma resposta seca para a própria mãe e dorme em paz.
    O ser humano é um bicho esquisito.

  6. É a mais pura verdade……..ainda mais se conseguimos admitir esse dueto de sentimentos, podemos considerar que caso nos importamos com um indivíduo ao ponto de nos irritarmos é por que sentimos mais do que o aceitável…..é duro mas verdade. Passo por isso há dois anos sem saber como agir, amar e odiar….sem ao menos poder ficar juntos!! É cruel!!

  7. Adoro a sua simplicidade…e o jeito que os seus textos muitas vezes caem como uma luva na minha vida!
    Pra odiarmos alguém tem que ter um pouco de amor também, ou então a pessoa lhe é indiferente. Quantas vezes não voltamos atrás quando dizemos “nuuuuuuuuuunca mais quero ver a cara dele na minha frente”? Eu paguei a língua em todas! rsrs
    Beijos e parabéns pelo espaço novo 🙂

  8. Poxa, Laylla, obrigada pelo carinho! Tô sempre lá no Nails dando uma olhada nas novidades também… HE HE HE… Sou VICIADA em esmaltes, num tem cura!!

    Um bjão!

  9. Biaaa!! Já não é a primeira vez que te vejo por aqui! Vc não tem blog, não, guria??? Fiquei te buscando no mundo internético pra te favoritar e nada, não te encontro!
    Escrevo exatamente da forma como eu penso as coisas, talvez seja por isso que vc se identifique e tudo o mais… Fico muito feliz quando isso acontece…
    Vc é sempre bem vinda por aqui, volta, comenta! Eba, eba!!

    =]

    Um bjão!

  10. Ah, isso é a pura verdade, viu!!
    Vc disse tudo, mas resumindo eu digo que a causa disso tudo é pq sempre nos mostramos como realmente somos para quem é mais próximo de nós, para aqueles que convivemos.

    Um beijo, minha flor!!!!!!

    Te espero lá no blog, tem post novo 😉

    P.s: Perdoe a minha ausência nos últimos dias =/

    http://www.nicellealmeida.blogspot.com

  11. TOTALMENTE verdade!
    texto muito bom viu fofaaa! adoro esse seu jeito de escrever, parece que está conversando!
    Beijoos
    Horadamake.blogspot.com

  12. Rsrs, já refleti sobre isso, e toda vez que vejo amigas se sentindo assim ou tratando assim ao outro eu digo exatamente como vc pontuou, e homens tbm me perguntam sobre suas namoradas. Não tem como não misturarmos os sentimentos, a pessoa mais próxima é sempre a que leva tudo de bom e de ruim que temos a oferecer, o negócio é se policiar um pouco e saber dosar a medida de bom e de ruim que você quer proporcionar ao outro. Eu com meu namorado tinha muito problemas, claro que tem tbm a maturidade influenciando, mas sinto que estou uma pessoa melhor para ele agora, sem dar aquela velha desculpa da tpm, ele mesmo sentiu isso e disse que em certos momentos chegava a me odiar pelos meus comportamentos, pois todo de ruim que aconteceia comigo eu culpava a ele, hoje dps de 2 anos e poucos meses de namoro, eu penso mt antes de falar e de brigar, e só discuto oq eu creio que vale a pena mesmo, nada é perfeito, mas a gente sempre pode tentar ficar amsi tranquilo e melhorar um pouco =)

  13. Fato!! Hehehe…a intimidade é um caminho sem volta…e quanto mais a vontade vc fica com a pessoa….mas fácil vc brigar com ela.
    Acho que por isso que no começo do namoro é tudo tão lindo….vc não quer mostrar sua parte “má” e as pequenas coisas acabam não t irritando auhahuuhaauh
    =*

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *