beautiful days.

Há dias em que a vida é linda. E há dias que não. Que a gente acorda atrasado, perde o ônibus e esquece o guarda chuva. Quase morre atropelado correndo na rua, esquece de fazer o material da reunião, esquece da reunião e fica sem ter o que falar na cara do chefe. Perde a prova na faculdade, tira nota baixa na da semana passada e não consegue comer entre as aulas. Perde o pen-drive, coloca calça jeans e chinelo, mas faz calor e chove, joga o dinheiro no lixo no lugar do papel amassado e só tem vontade de dormir o mais rápido possível pra esse dia de mer** acabar logo, mas precisa terminar o tal projeto pra amanhã. E eu poderia dizer que esses dias são minoria, que quando a gente é bonzinho e coisa e tal o Papai do Céu não deixa nenhum desses contra tempos acontecerem, mas é mentira. Eu sei, você sabe e todo mundo vai ter seus dias de cão.

Da desgraça, vem a  graça, como disse um amigo meu, e a gente precisa acreditar que é assim. Porque se as coisas não se renovarem a cada amanhecer, não teria sentido nenhum viver e a gente nunca esbarraria nos tais dias lindos citados no começo desse texto.

E que ainda nos restem muitos.

Você também pode ler

5 Comentários

  1. Na verdade esses dias menos bons servem para saborearmos melhor todos os bons momentos e os bons dias que passamos. É assim que eu penso 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *