fulaninha.

Creio que a maior mentira que contamos aos homens é que somos capazes de entender tudo. Que as coisas devem ser deixadas todas em pratos limpos e que nada, em absoluto, pode acabar com a serenidade e o amor do casal. É claro que sou à favor da sinceridade extrema, sou sincericida, aliás. A questão é que somos muito mais felizes e equilibrados na nossa ignorância, que na ciência de todas as coisas. Às vezes não devemos sequer perguntar para não nos aborrecer.

Tenho certeza que o outro, em contrapartida, sabe que não deve falar. Sabe que talvez te aborreça, mas precisa compartilhar. Porque essa é uma coisa inerente aos relacionamentos saudáveis: a confiança. Inocente, você exige que ele conte tudo na íntegra, com os mínimos detalhes. Acha que vale mais ser sincero que calar. E ele concorda, claro, quer dizer a verdade e nada além disso, como se soubesse que você pudesse, de fato controlar os sentimentos. Aliás, acho isso curiosíssimo nos seres humanos, esse pensamento de que podemos perdoar as coisas antes de sabê-las, essa falsa idéia de santidade. E o diálogo começou mais ou menos assim:

– Ah, esqueci de te falar. Na terça-feira, fulana de tal disse que me pegaria.

– Ah é?

– É. Disse que eu não precisava de dieta, que eu eu tava gatinho.

– Huum.

Por 3 segundos não disse nada. Tentei me controlar e pensar em como eu fico ridícula histérica. Respirei. Contei até 10. Obviamente, não consegui. De vagabunda à piranha foram só os xingamentos mentais. Fiquei histérica, paranoica, e antes que eu pudesse tentar controlar ainda mais meus impulsos já estava gritando as mais terríveis obscenidades, maldizendo a fulaninha, sua família e toda a sua genealogia. Fico passada com a ousadia das pessoas, vou te falar.

Sabe, eu gosto muito dessa tal de sinceridade, sou adepta. Mas que haja a ciência de que não temos sangue de barata para suportar serenamente todas as situações e que alguém, no final, acaba pagando o pato.

A fulaninha que me aguarde.

Você também pode ler

1 comentário

  1. Hahahahahahahahahaha!!!!!!
    Fiquei pensando agora q devo ter sido muito xingada nos últimos tempos!!!!!
    Não por vc, claro, mas por alguém com certeza, quem manda eu ficar querendo namorado alheio rsssss

    Mas entendo q, se o casal tá bem, esses ataques aí fazem parte depois de um sincericídio. Até pq, como vc falou, a gente não pode nem deve ficar perdoando tudo, seria ridículo. Temos q arcar com a sinceridade? Ok, então tbm vamos ser sinceros expressando nosso repúdio! hahahaha
    Bjos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *