oportunidades.

Oportunidade é algo que surge quando você menos espera.

Quantas vezes na vida você deseja que alguma coisa mude, evolua, que o mundo gire mais rápido pra que você finalmente tenha aquela chance que precisava para dar a volta por cima? Pois é. E falo aqui em todos os contextos, tanto sentimentais quanto profissionais. Tanto familiares, quanto pessoais. As pessoas insistem em dizer por aí que são capazes de cavar as oportunidades de suas vidas de uma forma ou de outra. Faz sentido. Mas há momentos que tudo que precisamos fazer por nós mesmos é esperar. E estar prontos para o que vier.

As oportunidades não atacam quem não está preparado para agarrá-las. Para que as coisas surjam na sua vida você precisa estar atento aos próprios sinais que distribui por aí. Sei que falar dessa forma é meio amplo, meio vago, meio Augusto Cury (que eu gosto bastante, por sinal…), mas é a mais pura verdade.

Eu mesma, quando me via em meio a uma situação em que tudo o que precisava era de uma oportunidade para amar,  trabalhar, ou até para desistir, acreditava que era tudo uma questão de sorte. Sim e não.

Quem gosta de ter por perto alguém que está sempre de mau humor? Ou uma pessoa reativa? Alguém que não consegue rir daquilo que faz sofrer, mesmo que seja por desespero? É impossível querer que as coisas boas aconteçam na sua vida se nem você mesmo se julga merecedora  É a velha história de amar-se em primeiro lugar: se você não acreditar em si, quem vai ser capaz de acreditar?

A oportunidade é aquele revés da vida que faz você mudar (ou não) quase todos os seus conceitos. Pode ser boa ou ruim, mas é sempre nova. Traz consequências quando aproveitada com força e possíveis arrependimentos quando ignorada. Mas é sempre urgente. Não te dá tempo de refletir, é pegar ou largar, coisa de momento. Você se depara com uma escolha que, nem sempre, gostaria de fazer, mas que mesmo que você decida por não agir, já tomou uma posição. A escolha é parceira direta da dúvida, da condição e da renúncia. Sempre relativa. Sempre reativa. Às vezes radioativa. Mas necessária.

E nada melhor do que boas oportunidades para sacudir uma vidinha cansada.

Você também pode ler

6 Comentários

  1. ai ericka, olha eu sofrendo por uma oportunidade perdida, esse texto veio a calhar! sou daquelas não reageem sabe? “mesmo que decida por não agir já tomou uma decisão..” JUSTO! hoje toda oportunidade que vem é boa, é oportunidade, é novidade, se der certo otimo, se não? outras virão! mais as perdidas nao voltaaaam nunca né?! talvez não era mesmo pra acontecer, talvez eu não estava preparada.. sem mais! bjoooooss gatona! ;*

  2. Acho que o primeiro passo é querer que a oportunidade apareça! Quando vc está aberto à elas, acho que elas aparecem com mais facilidade pq vc as enxerga!
    Bjs

  3. acredito que por pior as consequencias de uma oportunidade possam vir a tona, o importante é aprender com elas para que assim surjam novas outras que complementarão o teu conhecimento tanto na tua profissão, como na vida amorosa também. Resumindo: o que importa é ir à busca de novas oportunidades e aprender com elas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *