Recl(amar).


Caro leitor,

Se sua namorada te procura para contar sobre as coisas ruins que acontecem na vida dela, escute-a com atenção: as coisas ruins a gente só compartilha com quem a gente realmente ama.

Pode parecer meio confuso, mas ser feliz com quem te faz bem estando bem é muito fácil. Difícil é ser feliz quando tudo na vida anda bem torto e só há um aspecto bom: o relacionamento. Eu sei que quando tudo está meio desandado a tendência da mulherada é usar o outro como suporte, eu faço isso. A gente exige presença, corpo, alma e ouvidos: que às vezes estão até piores do que os nossos, mas eles têm vergonha de admitir.

Dividir dramas é mais difícil que dividir um apartamento.

Quando o outro começa a falar sobre seus dessabores não é esperado que você dê soluções. A gente só precisa de um consolo. Fale também dos seus problemas, se não tiver nenhum, invente. Só pra gente não se sentir tão caótica e exigente, só pra gente se sentir importante em saber algo sobre você que poucas pessoas sabem. Mesmo que isso nem exista.

Os problemas servem pra gente ter sentido pra viver, pra que os dias tenham sabor de vitória. De nada adiantam os erros e acertos sem ninguém na torcida. Namoro é terapia. É saber de todas as fragilidades do outro e não se aproveitar disso numa briga. É saber onde o calo aperta e tentar massagear com carinho pra ele sair de lá. Ou, simplesmente, não encostar nele. Se sua namorada precisasse de juíz ela certamente contaria tudo para alguém que não a conhecesse e, sendo imparcial, lhe desse as diretrizes certas sobre o que fazer.

Amar, às vezes, é sobre não fazer nada.

Porque não basta ter alguém pra esquentar os pés nas noites chuvosas a gente quer alguém pra aquecer o coração.
E fazer o corpo descansar num porto seguro por pelo menos alguns momentos sem se sentir só.

Você também pode ler

26 Comentários

  1. Nossa, esse post me deixou tão deprimida… hauahauahau

    Meu problema não é ter um namorado que não me escute, é não ter um namorado!!! :~~~

    Vida triste essa minha… hehehehhehe

    Adorei seu blog! =]

    Bjoooooooooooooos

  2. Pára com isso, Lu! AINDA não tem um namorado…Essas coisas acontecem pra todo mundo e uma hora, quando vc menos esperar, ele vai estar por aí…AGUARDE!!

    Um bjão, obrigada pela vista! =]

  3. Ahahah Gostei do post … mas não vejo como problema dar ouvidos aos problemas da mulher amada, isso é o papel do homem quando necessário. O problema é quando ela tras as tristezas delas pro marido consolar e leva as alegrias pra compartilhar com o amante. lol.

    Belo Blog Ericka … parabens.

  4. Erickaaaa!
    Como sempre mandou muito bem no post.
    Acho que essa falta de diálogo acontece porque ninguém gosta de se mostrar vulnerável ao outro. Na maioria das vezes não falamos para que o outro nos dê soluções, mas simplesmente para aliviar o peso do que sentimos.
    =*** saudades!
    See ya!

  5. Nossa, adorei esse texto e concordo plenamente. Acho que vc conseguiu expor em palavrsa o que eu nunca consegui (e olha que eu falo muuuuuuitas palavras hehheh)!
    Acho que é isso que falta, muitas vezes, pra mim: falar e ter alguém pra escutar. O problema é que eu tenho um bloqueio em relação a falar de mim, e acabo não falando nada. E acho que tbm meu namorado não tem taaaanto interesse assim em ouvir, infelizmente! =/

    Beijinhos!! Amei mesmo o post!!

  6. minha mãe diz que homem não é muito chegado á compartilhar problemas nem os seus nem os deles rsrs,a gente precisa ter com quem falar mas a pessoa precisa querer te ouvir

  7. É isso ai, temos que exigir atenção.. rs.

    O amor esta por toda a parte hoje nos Blogs, no meu, sem saber, acabei postando algo relacionado. Que o amor nem sempre acaba em pizza.

    O amor é multifacetado e lidar com ele é tão fácil como difícil.. rs.

    Eu sei que sei amar, já senti o amor e amei ser amada. Já escutei o amor dos outros e do meu, e já senti a dor que ele proporciona tbem.

    Mas nunca deixei de amar.. 😉

    Tenha uma ótima semana, querida.. Um beijo.

  8. Ah, aqui estou postando como minha conta no wordpress, mas meu blog continua sendo o: cilarodrigues.blogspot.com Ok?

    Ainda esta em construção esse.. rs.

    + Beijos.

  9. Olá,

    Também é minha primeira vez aqui… Adorei os textos, este em especial..

    Mas, que é difícil escutar, é!

    Até mais!

    PS. Não encontrei seu twitter… @parlapatonices

  10. Minha cabeça de engenheiro tem muitas dificuldades em não falar em como solucionar o problema… então eu escuto e me seguro o máximo que posso. Mas no final das contas, sempre acabo dando minha opinião. Chato, né? 🙂

  11. Texto ótimo. Como sempre.
    De certa forma, não é uma vergonha que a gente desconte as piores coisas em quem a gente mais gosta?
    Eu confesso que rola isso aqui em casa (muito até!) É um vício. *rs!
    Bjo!

  12. Nossa mandou muito bem!! Estou adorando vir aqui ler seu textos, são super certos, gostosos de ler!
    beijos

  13. Oi querida!! Nossa, vi q vc me colocou ali na lista dos fundamentais, amei =))))))))))!!!
    Ahhh e eu tenho twitter!! é @mariana_mansur !! =)

    Beijinhos!!!

  14. Olá!

    Primeiramente, gostaria de agradecer a sua visita em meu blog! xD

    Gostei muito do seu blog. Texto bem bacana. O relacionamento é feito de bons e maus momentos. É preciso saber compartilhar…

    Bjos

  15. Exatamente, falou tudo!!
    huahuahuaahu!!
    As vezes não precisa nem ser com o amante, mas com qqr outra pessoa, fazendo o cara virar o verdadeiro muro das lamentações…

  16. oi flor, mudei sim… o blog mudou de cara porque vai mudar de endereco, estou com dominio proprio agora =D
    mas vai ser redirecionado quando entrar no antigo, entao nem precisa se preocupar em entrar no novo… essa semana faço a mudança!

    tem um sorteio relampago bem legal lá no blog: um corpete todo bordado em paetês, modelo idêntico ao usado pela ex-bbb Cacau no ensaio da Salgueiro…
    participe!

    http://migre.me/3V5Zl

    bjos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *